Baú das Dobraduras é um blog educacional com sugestões de origami e tangram para educadores e admiradores desta arte em papel. Iniciado em 2/1/2008.

quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Tangram 12: Peixes

~~~~~~~
Peixinhos
~~~~~~~



►▲◄►▲◄►▲◄►▲◄►▲◄
Organizado por Ivanise Meyer ®


Tangram 11: Casas

Casinhas
^^^^^^^^



Tangram 10: Árvores

Árvores

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Tangram: Mensagem pra você...


Gostou?
Deixe um recadinho pra mim...
♥ ♥ ♥
Próximas postagens:
figuras e
uma história pras crianças.
Tchau!
Ivanise :)

Tangram 9: Patos

Patinhos
~~~~~~~


♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥
Organizado por Ivanise Meyer ®

Tangram 8: Coelhos


Coelhinhos
~~~~~~~~


Podemos aproveitar para a Páscoa!

Tangram 7: Cachorros


" Cachorrinhos "



<>^<>^<>^<>^<>^<>^<>
Organizado por Ivanise Meyer ®

sábado, 19 de janeiro de 2008

Tangram 6: Pipas


♦ ♦ ♦ Brincando de pipa ♦ ♦ ♦

Tangram 5: Gatos

♥ ♥ ♥ Esses gatinhos são lindos! ♥ ♥ ♥


Organizado por Ivanise Meyer ®

Tangram 4: Alfabeto

Letras


sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

Tangram 3: regras


Como se brinca?
1. Todas as 7 peças deverão ser usadas na formação de uma figura plana.
2. Não se pode sobrepor as peças.



Organizado por Ivanise Meyer ®

Tangram 2: Lenda

Conta uma lenda...

Um imperador chinês chamou um de seus melhores artistas e ordenou que saísse pelos seus domínios e retratasse as coisas mais belas que pudesse encontrar, levando apenas uma prancha quadrada.
* * *
Apesar da dificuldade proposta, lá foi o artista, China afora, para tentar cumpri-la. No caminho, ao atravessar um riacho, caiu, e a prancha quebrou em sete pedaços. Precisava reuni-las, e após muitas tentativas percebeu que, a cada uma delas, ao arrumar as peças, conseguia formar uma figura diferente.
* * *
Voltou rapidamente para mostrar aquela maravilha ao imperador, que ficou muito satisfeito com a possibilidade de retratar todas as coisas, usando apenas aquelas sete peças...


Assim é o Tangram, um quebra-cabeças formado por sete peças com formas geométricas bem conhecidas. Sua idade e inventor são desconhecidos.
Os chineses o conhecem por "Tch'i Tch'iao Pan", ou sete tábuas da habilidade. Enquanto a maioria dos quebra-cabeças são compostos por um grande número de peças, com formas complicadas e arrumadas em um único caminho, o Tangram, com apenas sete peças, permite uma extraordinária variedade de caminhos para compor as figuras.
Fonte: Gênova, A. Carlos. Brincando com Tangram e Origami. Ed. Global.

Tangram 1: Introdução

Tangram
~~~~~~~~~
Introdução
O Tangram é um antigo quebra-cabeças chinês cuja origem se remonta a uma época desconhecida. O livro mais antigo com figuras de tangram data de 1813.

Popular na China com os nomes de "quadrado mágico", "tabela da sabedoria" e "tabela da sagacidade", o tangram é composto por sete peças, as quais são o resultado da partição de um quadrado. As sete peças são: 2 triângulos grandes, 1 menor, 2 triângulos pequenos, 1 paralelogramo e 1 quadrado. Com esses simples elementos podem-se formar infinitas figuras.

É um passatempo para crianças e adultos, e além disso, o tangram possui notáveis possibilidades pedagógicas. Com as crianças pode ser utilizado para reconhecimentos da formas e dos significados e no ensino do aproveitamentos dos espaços. O tangram estimula o desenvolvimento da imaginação e de habilidades matemáticas.

Pode ser feito com as crianças em diversos materiais: papel, cartolina, emborrachado, etc. Também é comercializado em madeira pintada.

Fonte: Lee, Roger. Tangram. Ed. Isis.

Organizado por Ivanise Meyer ®

quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Texto 3: Origami e a Criança

ORIGAMI E A CRIANÇA
~* ¨ * ¨ * ¨ *~

O origami não atende apenas ao caráter lúdico, mas ao fazer artístico, por permitir a criação, composição de cenas e figuras tridimensionais.
Desenvolve a percepção espacial, pois a criança percebe que as dobraduras em papel modificam o espaço bidimensional (plano).
O vocabulário utilizado permite a exploração das figuras geométricas pela criança em forma lúdica.

~ * ¨ * ¨ * ~

Curiosidades sobre o Origami

O autêntico origami não deve permitir o uso de cola, a menos que seja para compor uma dobradura acoplada, ou seja, unida pela parte da frente com a de trás de uma mesma figura. Ao se realizarem composições, portanto, é preferível que as partes sejam encaixadas, e não coladas.
O uso de tesouras nas figuras só é permitido para dar alguns piques. Não se devem cortar e jogar fora as partes que sobram, mas procurar encaixá-las, embuti-las ou dobrá-las para dentro.

O origami pode ser enriquecido em sua confecção com a arte do kirigami (kiri = cortar; kami = papel; kirigami = arte de cortar papel).

quarta-feira, 2 de janeiro de 2008

Texto 2: O banho

"O BANHO"

Vivência com papel
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *
Esta atividade foi criada por Orlando Afonso Silveira, pesquisada no livro: A arte-magia das dobraduras da Ed. Scipione.
* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *
Para experimentar diversas sensações ao manipular o papel, sugiro esta do "banho" que as crianças adoram!
Alguns objetivos:
Trabalhar o esquema corporal (corpo);
Estimular a coordenação motora fina;
Usar as linguagens: oral, gestual e musical;
Discriminar informações visuais e auditivas;
Conversar sobre noções de higiene pessoal.

Seqüência sugerida:
Hoje está muito quente. O que podemos fazer com esta folha de papel? Um leque, um abano... Mas, o calor não passa. Que tal tomarmos um banho?
Material: 1 folha de papel ofício.
Vamos abrir a torneira. Agitar a folha acima da cabeça com as duas mãos, imitando os sons da água caindo.
Vamos fechar a torneira.
Cadê o sabonete? Amassar a folha como uma bolinha. Vamos passar o sabonete.
Identificar as partes do corpo.
Não consigo alcançar as minhas costas. Quem me ajuda? Formar pares e depois trocar quem esfrega as costas.
Vamos enxaguar? Abram novamente o chuveiro. Desamassar a folha e agitá-la no ar com as duas mãos (água caindo).
Com esta toalha eu vou me enxugar Usar a folha desamassada.
Para secar a toalha, onde vou pendurá-la? Meu braço será o varal... Imitar o varal com braço.
A toalha secou! Posso usar de novo, mas se ela estiver suja, o que farei? Imita o gesto de lavar.
A toalha está toda encharcada! O que devo fazer com essa água?
Imita o gesto de torcer (pode cantar a música "Torce, retorce, procuro mas não vejo / Não sei se era pulga ou se era um percevejo...").
E o banho virou festa! Vamos fazer os instrumentos musicais? Ex.: flauta, arco do violino, etc.
Obs.: A atividade pode ser enriquecida com outras músicas.

Texto 1: Introdução

BRINCANDO COM ORIGAMI
Oficina de Ivanise Meyer
Prof.ª da SME do Rio de Janeiro
* * *
O hábito de fazer figuras com papéis dobrados é tão antigo quanto a origem do papel. Deve-se ao Japão a primazia de ter codificado, aprimorado e divulgado a prática do origami, como ele é conhecido hoje no mundo inteiro. Ori (dobrar) + kami (papel) = origami ou a arte de dobrar papel.
Papéis que podem ser utilizados na escola: papel glacê (por ser branco no verso, facilita a visualização das dobras), papel sulfite (permite a realização de dobraduras combinando desenhos, pinturas, colagens e recortes), papel laminado (de manuseio difícil, pois amassa facilmente). Pode-se aproveitar: papel kraft (para dobraduras de grande porte), papel manilha, papéis de sucata (jornais, revistas, etc).
A atividade de manipular um folha de papel lisa, amassada, torcida ou mesmo dobrada é importante para o desenvolvimento sensório-motor da criança, levando-a a executar movimentos e produzir ruídos.
A manipulação do papel numa brincadeira conduz à estimulaçao das funções psicomotoras, contribuindo por excelência para o desenvolvimento da coordenação motora fina.
Algumas atividades para "aquecimento": canções acompanhadas de gestos que estimulem os dedos para os movimentos durante a dobradura. Brincar de "faz-de-conta" desinibe e propicia a criatividade, sem aquela responsabilidade em acertar e ter que fazer bonito. Evite julgamento do tipo "bonito/feio", "certo/errado", preferindo expressões como: "interessante", "original", "diferente", "divertido", "que legal"!
Após cada manipulação da folha de papel, em quaisquer das fases (amassar, desamassar, dobrar, torcer, rasgar, picar, enrolar, etc) estimule a criança a compor cenários com as dobraduras ou, simplesmente, depois de colada a figura numa folha, a contornar sua volta com materiais como: barbante, lápis de cor, giz de cera, grãos, etc. Dessa forma a criança adquire e reforça a noção de delimitação de espaço.
O objetivo desta oficina para professores é trazer algumas formas básicas do origami que possam ser trabalhadas com as crianças no seu dia-a-dia na escola. As dobraduras são de nível fácil (ou iniciante). Existem inúmeras dobraduras, porém estas foram as selecionadas para a oficina.


Fonte bibliográfica: A arte-magia das dobraduras, da Ed. Scipione.
Caso você queria avançar nas suas dobraduras, sugiro este site:


Mensagem 1: Boas vindas!


Boas vindas!
Olá! Feliz 2008!
Por motivos técnicos,
inauguro dois novos espaços:
Neste postarei dobraduras para fazer com as crianças da Educação Infantil
e Séries Iniciais.
Boas férias!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...